Bioética de intervenção e o caso das drogas Bevacizumabe e Ranibizumabe para doenças da retina

Flávio R. L. Paranhos

Resumen


A partir dos anos 2000 uma classe de drogas biológicas, os anti-VEGF, mostrou-se bastante eficaz no tratamento de doenças da retina que têm em seu mecanismo fisiopatológico um componente de proliferação vascular importante e que podem levar à cegueira. Duas destas drogas, o Bevacizumabe e o Ranibizumabe, são bastante semelhantes e têm a mesma eficácia e segurança. Foram desenvolvidas pelo mesmo laboratório e são comercializadas por dois grandes laboratórios por meio de um acordo entre eles. Entretanto, há grande discrepância de preço entre elas. O objetivo deste trabalho é apresentar a bioética de intervenção como fundamentação para a escolha, ainda que forçada por entidades regulatórias, da droga mais barata.


Palabras clave


Bioética; ética clínica; drogas biológicas.

Referencias


Avastin (bevacizumabe). Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Bula Anvisa.

Chakravarthy, U., Harding, S.P., Rogers, C.A., Downes, S.M., Lotery, A.J., Wordsworth S., et al. (2012). Ranibizumab versus bevacizumab to treat neovascular age-related macular degeneration: one-year findings from the IVAN randomized trial. Ophthalmology, 119 (7) 1399–1411.

Daniels, N. (2008). Just Health. Meeting Health Needs Fairly. Cambridge: Cambridge University Press.

Garrafa, V. (2005). Da bioética de princípios a uma bioética interventiva. Rev.Bioética, 13 (1) 130.

Garrafa, V., Porto, D. (2004). Bioética poder e injustiça: por uma ética de intervenção. In: Garrafa, V., Pessini, L. Bioética: poder e Injustiça. São Paulo: Loyola, 35–44.

Garrafa, V., Porto, D. (2003) Intervention Bioethics: A proposal for peripheral countries in a context of power and injustice. Bioethics, 17 (5-6) 399-416.

Nigel, H. (2012). Avastin is as effective as Lucentis for wet AMD and could save NHS £84m a year, study shows BMJ, 344.

Lucentis (ranibizumabe). Novartis Biociências S.A. Bula Anvisa.

Martin, D.F., Maguire, M.G., Fine, S.L., Ying, G., Jaffe, G.J., Grunwald, J.E, et al. (2012). Ranibizumab and bevacizumab for treatment of neovascular age-related macular degeneration: two-year results (CATT Trial). Ophthalmology 119 (7) 1388–1398.

Paranhos, F. R. L. (2015). Crítica à teoria da moralidade comum como fundamentação do principialismo. Tese apresentada Universidade de Brasília para obtenção do título de Doutor em Bioética.

Ross, E. L., Hutton, D. W., Stein, J. D., Bressler, N. M., Jampol, L. M., Glassman, A. R. (2016). Cost-effectiveness of Aflibercept, Bevacizumab, and Ranibizumab for Diabetic Macular Edema Treatment: Analysis From the Diabetic Retinopathy Clinical Research Network Comparative Effectiveness Trial. JAMA Ophthalmol. [Epub ahead of print].

Wasserman, E. Roche and Novartis unable to kill €180M fine in Avastin vs. Lucentis case (2014). Fierce Pharma (disponível em http://www.fiercepharma.com/regulatory/roche-and-novartis-unable-to-kill-%E2%82%AC180m-fine-avastin-vs-lucentis-case) (Acessado em 04-06-2016)




DOI: https://doi.org/10.14422/rib.i02.y2016.004

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Licencia de Creative Commons
Revista Iberoamericana de Bioética (ISSN 2529-9573) editada por Universidad Pontificia Comillas se encuentra bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 4.0 Internacional
 
   

Revista Iberoamericana de Bioética

Universidad Pontificia Comillas

Universidad de Comillas, 3-5 - 28049 Madrid